Photo by kevin laminto on Unsplash

Destrinchando o Ciúme

Escreve um poema, garanto que ajuda

De repente me invade
Um sentimento devastador
Sinto ódio, nojo, falta de ar
Não defino se é angústia ou dor

Meu pensamento oscila
Entre loucura e sanidade
A incerteza corrói meu peito
Não defino se é fantasia ou realidade

A insegurança que não percebo
É a causa da minha desconfiança
Tomada pela comparação e inveja
Não defino se quero perdão ou vingança

Pode ser fruto do amor
Pode ser fruto da paixão
O ciúmes que destrói corações
Melhor se define como possessão

Acho que precisamos compreender que erramos. Que temos nossa parte na merda toda. Que nos enveredamos nesse sistema doentio e começamos a jogar o jogo monogâmico. Quantas pessoas temos ferido por causa da nossa insegurança, do nosso ciúme, por achar que u outre é nossa propriedade?

Eleanor Longden — The Voices in my Head

--

--

Psicóloga, Doula e Terapeuta de Casais. Mestre em Estudos sobre a Igualdade. Mãe e feminista.

Get the Medium app

A button that says 'Download on the App Store', and if clicked it will lead you to the iOS App store
A button that says 'Get it on, Google Play', and if clicked it will lead you to the Google Play store
Ade Monteiro

Psicóloga, Doula e Terapeuta de Casais. Mestre em Estudos sobre a Igualdade. Mãe e feminista.